terça-feira, 22 de setembro de 2009

Dia Mundial Sem Carro. E fui trabalhar de bicicleta!

No dia de hoje, pessoas do mundo inteiro deixaram os veículos em casa e optaram seguir rumo aos seus empregos através de transportes coletivos como ônibus, metrôs, trens e até bicicletas. O porquê de tamanha mudança de hábito e dá por conta do “Dia Mundial Sem Carro”, uma mobilização mundial que foi criada para promover a conscientização e a redução de emissão de gases causadores do efeito estufa.

Hoje, fiz questão de dar o exemplo, juntamente com o parceiro Rudel Trindade, diretor-presidente da Agetran. Viemos para o trabalho de bicicleta e podem ter certeza de que voltaremos para casa de bike!

Realmente, andar de bicicleta pode ser muito vantajoso se considerarmos a preocupação com o aquecimento global, com o não-enfrentamento de congestionamentos e o exercício físico que fazemos. Tudo isso proporciona melhor qualidade de vida.

Claro que a nossa cidade ainda precisa fazer muitas adaptações para que seja reduzido o número de carros nas vias, mas, antes disso, é importante que as pessoas reflitam se é realmente necessário ligar um motor para buscar um DVD na locadora ha 4 quadras da sua casa ou se, para comprar pão na padaria aí perto é realmente imprescindível usar o carro.

Em comemoração ao Dia Mundial Sem Carro, gostaria de destacar boas notícias ligadas ao assunto. Campo Grande é uma cidade que está inserida no Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade Urbana, que vai contemplar a Cidade Morena com recursos federais, um total de R$ 58 milhões. O projeto já foi aprovado e estamos no aguardo apenas da liberação dos recursos.

O projeto prevê, dentre outras coisas, 120 quilômetros de ciclovias interligando todas as regiões urbanas. Entretanto, a cidade já apresenta condições favoráveis, como vias planas seletivas para ciclovias. Claro que outros fatores como o calor e a velocidade excessiva dos veículos desestimulam qualquer pessoa que queira tirar a bike da garagem e mudar o estilo de vida. Por isso, peço, aqui, que os carros compartilhem a via pública onde não haja ciclovia, de forma responsável e solidária. E um aviso aos ciclistas: mantenham-se do lado direito da rua!

6 comentários:

blogdadomestica disse...

Muito bem!!!
Ainda bem que vc tem Bike.

Fui a pé!
saudações

Anônimo disse...

Parabéns. Grande exemplo.
Uma cidade que precisa pensar em transportes alternativos, e de baixo impacto ambiental, precisa contar com um prefeito corajoso, a ponto ir ao trabalho com uma bicicleta amarela - muito feia - e ainda, correndo o risco de ser atropelado.

Desculpe a brincadeira. Mas precisamos de ciclovias.

Infelizmente, nossas ruas e avenidas, já nascem desprovidas de cuidados a ciclistas e motociclistas.

Muitas obras em praças e rotatórias, não levam em conta a possibilidade de um acidade. Placas de publicidade ao lado do meio fio em avienidas perigosas, como a Zaharan, onde também há postes junto a rua, são verdadeiras armadilhas para quem anda em duas rodas.

Parabéns pela iniciativa. Coragem e personalidade.

Marcos Benitez disse...

Isso aí prefeito. Pedala cumpadi. Eu comemoro o dia sem carro praticamente todo dia, pois não tenho o meu. Auhauahsuhaus.

Fuiiii

Nelson Trad Filho disse...

Estou tentando fazer a minha parte enquanto prefeito e cidadão. É muito importante que estejamos envolvidos nestas questões. No meu caso, além da preocupação enquanto administrador público, também me posiciono enquanto cidadão.

Dani Di Dom disse...

Como a ignorância e falta de humildade ainda existem numa cidade tão elogiada nacionalmente.
Pena que o dinheiro público não pode ser gasto no tratamento de cabeças tão "evoluídas" como as que vejo aqui.

Parabéns pela iniciativa Prefeito.

Nelson Trad Filho disse...

Obrigado Dani. esta consciência deve ser construída aos poucos, por todos nós.