segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Incentivos fiscais vão gerar 2,4 mil empregos em MS

Participei esta manhã da assinatura do termo aditivo que prorroga, até o dia 31 de dezembro de 2028, incentivos fiscais aos setores de cerâmica, revestimento, indústrias de couro, leite, têxtil, confecções, esmagadora de soja e produção de erva mate. As indústrias terão que produzir planos de expansão e investimentos com para manter os incentivos e até aumentar os percentuais.

Os incentivos devem atrair 40 novas indústrias no setor têxtil e criar aproximadamente 2,4 mil novos empregos em Mato Grosso do Sul. Ações como esta ampliam ainda mais a industrialização e o consequente desenvolvimento do nosso Estado.


Nenhum comentário: